Depois do mar

A carne molhada, bem água
É aquela que mais grita fundo

Lá de onde vem e fica o espaço
Dentro do corpo do mundo

Essa carne
É aquela mais vermelha
Parelha com o sol no rosto
Depois da manhã
Depois do mar

O corpo de fogo e de sal vai ficar
Nesse sofá cama de beijo comigo.

Comente aqui