Branca

Se a poesia quebra, despedaça
Ela monta a vidraça
E cresce por minhas unhas.

Se a poesia sai ou me escorraça
Ela quer ir à caça
Movimenta os meus pés.

Poesia, que pirraça!
Às vezes me deixa
E eu nessa queixa.

Poesia. Tanto.
Poesia. Ponto.

Comente aqui